Volunturismo: Se você não fez, Faça! por Andrea Nakane

Volunturismo, um mix de viagem de férias acopladas a um intenso intercâmbio cultural

Um novo estilo de viagem está ganhando escala por todo o mundo. Trata-se do volunturismo, um mix de viagem de férias acopladas a um intenso intercâmbio cultural com trabalho voluntário comunitário.

Inicialmente com maior adesão nos Estados Unidos e Europa, o volunturismo também ganhou adeptos no Brasil, fomentando vivências diferenciadas e muito ricas no que diz respeito a verdadeiras transformações de ambas as partes: quem faz e que recebe, demonstrando sua total sintonia com a teoria da dádiva, de Marcel Mauss, que enfatiza o tripé, dar, receber e retribuir, gerando um ciclo virtuoso de solidariedade, aprendizado e humanidade.

Com esse novo segmento, ainda em desenvolvimento, segundo a TRAM – Tourism Research and Marketing – circularam em 2015 cerca de 2 bilhões de dólares e já chegou a atingir 1, 6 milhões de turistas voluntários, geralmente mulheres entre 20 e 25 anos.

Porém não há faixa etária para sua realização, sendo possível até mesmo vivenciar essa experiência em família, com crianças e idosos, o que torna a atividade ainda mais emocionante.

As ações envolvidas são diversas, desde como o ensinar idiomas, contar histórias, organizar uma biblioteca, ajudar na construção de casas, enfim, são múltiplas as possibilidades de fazer o bem a quem precisa.

A futura RP, Samara Muniz, relatou que a experiência que viveu em agosto passado na África do Sul, foi algo transformador em sua vida.

As ações envolvidas são diversas, desde como o ensinar idiomas, contar histórias, organizar uma biblioteca, ajudar na construção de casas, enfim, são múltiplas as possibilidades de fazer o bem a quem precisa

“Vivenciar de perto uma realidade oposta da minha e ver o quanto as pessoas que você ajuda são gratas, é inexplicável. A ajuda aos meus olhos é simplória quando você sente tamanho amor.” afirma Samara.

Ela sempre questionou por que não conhecer um novo lugar, ao mesmo tempo, que pudesse oferecer algo em troca, de valor inestimável na vida de outras pessoas, que precisam tanto de assistência e acabou encontrando a sinergia perfeita com a prática do volunturismo.

Mas quem pensa que essas ações estejam vinculadas somente a experiências internacionais, está enganado.

Outra colega, também futura RP, Débora Mioto, deve a chance de realizar o volunturismo por meio de um projeto missionário de sua igreja – Metodista do Brasil – e esteve no município de Eldorado, SP.

“Acredito que o Volunturismo é uma ótima oportunidade para o crescimento do ser humano, pois é uma atividade que permite um contato mais próximo com uma dura realidade enfrentada por diversas famílias em nosso país e levar um pouco de esperança e alegria para essas pessoas e ao mesmo tempo também tive o privilégio de conhecer novos pontos turísticos que fazem parte da história do Estado de São Paulo, como a Caverna do Diabo que possui uma grande diversidade de fauna e flora”, testemunhou Débora.

Quem praticou o volunturismo promete repetir a dose, reafirmando ser totalmente possível, unir o útil ao agradável e voltar com a bagagem emocional repleta de aprendizados e com excesso de amor ao próximo!

Conheça mais o volunturismo e junte-se a essa corrente do bem contemporânea!

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>